Por onde anda o GERI ?

No último dia 16 de junho, o GERI marcou presença na Tarde de Formação – atividade realizada entre o Anchietanum, Instituto Paulista de Juventude , Centro de Capacitação da Juventude e  a Pastoral da Juventude da Arquidiocese de São Paulo. Onde temos  “Uma oportunidade para reunir jovens que querem tratar de temas importantes para suas vidas de jovens e para seus grupos.”

Esta formação tinha como tema “Tecendo Relações” – Cultivar o Afeto.

Tecer Relações, entre as pessoas e entre os grupos, falar sobre Afetividade/Sexualidade não é uma coisa fácil. Aliás, Afetividade/Sexualidade, incorpora uma série de temas e discussões que muitas vezes são deixados de lado, para que a conversa fique apenas voltada para os nossos sentidos e afetos.

É necessária uma abordagem mais critica e profunda neste tema.

O GERI percebe a importância de que os jovens abordem temáticas que procurem discutir estas “teias de relações”, abordando temas que fazem parte da vida das juventudes, da sociedade e tem um grande peso nas nossas relações diárias. Por isso se propõe a trazer a discussão sobre relações de gênero, machismo, os direitos sexuais e reprodutivos da mulher, homoafetividade, racismo, entre tantas outras situações que vivemos. Para tanto é preciso que todos estejam dispostos a encarar e realidade que vivenciam, falar sobre ela e se apropriar do espaço em que estão.

Considerando-se que a PJ, esta em uma Igreja, e que esta se apresenta por seus dogmas, hierarquia, possui um caráter machista e homofóbico, é fundamental que as juventudes abordem de forma critica o papel da Igreja e como ele reflete na vida de cada um e na vivencia dos grupos. “Será que nós jovens não nos apropriamos daquilo que a Igreja e a sociedade apresentam, e sem fazer nenhuma reflexão sobre isso, contribuímos para a reprodução de preconceitos e estereótipos?”

Representado por Valéria Marques Mendes e por Keli Oliveira Rodrigues o GERI trouxe reflexões para a necessidade de se procurar compreender os projetos que a Pastoral da Juventude se propõe a realizar, considerando as temáticas acima citadas, de forma que perpasse a realidade das juventudes e aquilo que aspira enquanto criaturas afetivas, tendo em vista que sexualidade permeia a afetividade e vice e versa. Assim, vale uma pergunta: “Como a PJ está tecendo relações? E que relações seriam estas?”

Entendemos que seja uma relação libertadora, que encontre nas criaturas a disposição de se entregar para o outro sem distinções nem pré-conceitos, para assim vivenciar uma autêntica civilização do amor.

Depois da apresentação, a turma foi divida em pequenos grupos para debater em oficinas. O GERI deu continuidade à abordagem do tema na Oficina de Gênero, trazendo uma discussão sobre os papeis sociais que são atribuídos a meninos e meninas desde pequenos. O grupo que estava presente tratou dos espaços destinados a cada um destes, como por exemplo, a cozinha e o jogo de futebol, e sobre a imposição de normas e condutas para o comportamento de cada um; a maneira como devem se sentar, se vestir e mesmo falar. Houve também uma discussão de como se dá a luta pela igualdade de participação e acesso, e de como muitas vezes é difícil trazer esses temas para discussão em grupo.

Para finalizar, houve a proposta de que cada um pudesse sair dali procurando manter um olhar questionador sobre as diversas coisas que nos são apresentadas todos os dias, de forma que procuremos sempre entender o porque das coisas, sem achar que é natural que a menina brinque de boneca e ganhe uma cozinha de brinquedo de presente, e que é natural que o menino brinque de bola e goste de futebol. – Porque nada disso é natural.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: